quarta-feira, agosto 12, 2009

Capitão


Capitão por exemplo


"A escolha dos capitães é de vital importância para o percurso de uma equipa. Em qualquer estrutura o papel do capitão assume extrema importância e um carácter quase mítico. A nomeação do jogador para assumir esta difícil e permanente tarefa tem que ser bastante criteriosa e cuidada. Na maioria dos desportos colectivos é seleccionado tendo em conta as especificidades de cada modalidade e segundo algumas tradições: idade, experiência, internacionalizações, a vedeta ou até mesmo o jogador mais querido pelos outros. Qualquer delas é aceitável desde que se cumpra o principal objectivo - o sucesso do grupo - no qual o capitão tem de constituir uma mais-valia. Deverá ser escolhida pela equipa técnica? Eleitos pelos jogadores? Por indicação da estrutura dirigente? Aconselho que a escolha seja feita pela equipa técnica, uma vez que é a responsável pela gestão do grupo e conhecedora das particularidades de de cada jogador."


Parte de um texto de Tomaz Morais, Seleccionador Nacional de Raguebi, ao jornal A Bola de ontem, que pela sua simplicidade, objectividade e até oportunidade, merece reflexão pela parte de todos que enquadram desportos colectivos.

Sem comentários:

Publicar um comentário