quarta-feira, agosto 04, 2010

Histórias da Bola - 2 -


A propósito das notícias diárias neste período em que "nada acontece" lembrei-me de falar de duas delas que curiosamente se cruzam. Em 2003, o FC Porto jogava em Sevilha com o Celtic a final a Taça UEFA. Dia de calor intenso, para aí uns 37º, milhares, talvez mais de uma centena de milhar de adeptos do Celtic invadiram a cidade andaluza. Era vê-los em todos os bares, restaurantes, locais onde se vendessem umas cervejas, e aí estavam uns escoceses. A maioria deles sem bilhetes para o jogo. Viajei com a minha filha para assistir à minha primeira final europeia de clubes e o que encontrámos em Sevilha foi algo de inesquecível, calor, má organização, falta de espaço para se comer, e falta de líquidos para beber. Um desastre. Salvou-se o espectáculo dos adeptos do Celtic que foi de facto inolvidável pelo seu entusiasmo, comportamento e amor ao clube e finalmente a vitória do FC Porto. Nesse dia, esperando a entrada no estádio, numa fila enorme, debaixo de um sol abrasador, encontrei um jovem jogador ligado ao FC Porto, embora jogando noutro clube, de seu nome Bruno Alves, que conhecia das selecções nacionais jovens. Com um lenço a proteger a cabeça, em tronco nu, aguardava como nós, a difícil entrada no estádio. Hoje, Bruno parece que vai transferir-se para o Zenit por alguns milhões de euros e o Celtic joga com o SC Braga. A um e outro aconselho o maior dos cuidados. Ao atleta muita concentração e coragem perante uma realidade bem diferente da nossa, onde o frio tem um papel fundamental. Ao clube, concentração perante o ambiente pressionante que vão encontrar em Glasgow. Já lá estive em jogo de selecção e sei do que falo. A ambos desejo sorte.

2 comentários:

  1. Vai ser muito complicado para o Braga.

    ResponderEliminar
  2. É por estórias destas que adoro o seu blogue
    abraço

    ResponderEliminar